domingo, 9 de janeiro de 2011

Reflexões chulas, xingamentos aleatórios e gracejos desnecessários

Esse bem que podia ser o nome do blog, mas não é. Um mote talvez. Um tom pra 2011 quem sabe?

E por falar em 2011, entre venturas e desventuras doismiledezianas ele chegou.

Pra uns, mais um período como qualquer outro. Tipo boa porra, eu quero é comer água.
Pra outros, uma oportunidade mística de repensar seu ser cósmico. Deixando, quem sabe, seu ser fudido e passando a um ser de pessoa rica, bonita, inteligente e bem aceita socialmente.

Pra mim, nem um nem outro. Um pouquinho de cada por certo. Um ciclo com certeza.

Aliás ciclos são coisas que não faltam na vida. Gregorianos, ou não. Um ano de vida, 20 anos de negócio, 50 de casamento,15 anos de cadeia, uma semana sem ir no brega, enfim. Ciclos são linhas circulares pontilhadas. E são justamente os pontos que me interessam. As pessoas dão muita importância pras junções.

Mas Pablo pra que toda essa introdução filosófica? Existe um post metafórico e emblemático por vir?

E eu respondo:

Sei lá.

Eu só tava passando por aqui e resolví deixar alguma coisa pra vcs pensarem. Afinal, a quanto tempo eu não deleito vcs com pérolas da minha imensa sabedoria inútil?

A propósito, enquanto janeiro não acaba, as pessoas insistem em desejar feliz ano novo a quem não teve oportunidade. Assim, pra vcs com quem há exato 1 mês não falo...

Um ano novo de coisas cheirosas, quentes, macias e bolinativas.

Sem mais, ainda subscrevo.

3 comentários:

Lucas de Campos Alves disse...

gostei do seu blog, tá de parabéns...abraço

Pablo Araújo disse...

Então segue aí.

Dani disse...

Então... Feliz Ano novo ra vc tb Pablo, que esse ano seja tão cheio de realizações quanto o ano que se passou. Minha primeira realização seria ver uma cedula nova de 100 continho e que ela caiba na minha carteira rsrs
Muitas felicidades