quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Natal em doses homeopáticas

E eis que me vejo agora, sentado no computador, tecendo mais uma teia entre o meu saco e o mundo.

Diante de mim mensagens de Natal e de Ano Novo. Gostaria de ressaltar: Caros amigos, vocês não precisam gastar seu tempo com isso. Não precisam encher meus e-mails com isso.

Sei que vcs desjam me ver feliz todas as noites e não apenas no Natal.
Sei que me desejam sucesso sempre e não apenas a partir do dia 1º de Janeiro.

Sendo assim, comecem agora a comer e trocar presentes, porque foi pra isso que inventaram o Natal. E liguem, mandem mesagens, entrem em contato o ano todo, sempre, diluam todo esse carinho em doses um pouco mais do que homeopáticas e todos seremos muito mais felizes.

Bom feriado a todos.

4 comentários:

robson disse...

Realmente Só os chato sobrevivem... Bjsssssssssssssss

Jorge Martins disse...

Natal foi uma belíssima desculpa para gastar um dinheiro absurdo num vinho que eu não compraria normalmente.

É, natal foi até bacana.
O vinho foi a melhor parte da festa.

Isa Lorena disse...

Pablo,
quel foi mesmo o teu trauma de infância véi:: rsrs

Beauvoir disse...

Adorei! Sempre tive vontade de falar isso!
Beijos