quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Me lembrei de um causo

Aliás, hoje é o dia internacionalmundialbrasileiro de contar causos. O primeiro évai:

Todos vcs sabem do novo empreendimento da Caco de Telha (lugar encantado de fazer rios de dinheiro usando a agora gordinha gostosa Ivete) né? Não sabe? Tá eu mostro, mas não diga que eu tô colcando coisas desatualizadas por aqui hein?

Aí ó:



Pois é, a Cacomotion é a mais nova forma de ser o segundo lugar em dominação mundial da Caco de Telha, e vendo esse desenho me lembrei de uma vez em que tava trabalhando no acesso vip, ou de produção como vc queira chamar, da Concha. Era show de Ana Carolina e eu Recebí um ponto no rádio:

- Atenção ninguém entra mais. Ouviu?
- Ouví. |acho que foi um dos meus primeiros shows na Concha e a bicha (bicha maneira de dizer hein? Olha a mente suja) tava lotada|.
- Ouviu? Então vou repetir pra vc gravar|meio como se fala com o imbecíl que eu parecia naquela época|:
- Ninguém, ninguém, ninguém entra por aí. O estacionamento tá lotado, o ônibus da equipe tá no limite da passagem da âmbulância, o caminhão de equipamento ta servindo de apoio técnico e o pessoal do teatro tá querendo me matar, então nem Deus se baixar na terra entra aí entendeu?
- Claro, Lacrado. |Depois de uma dessas, tava disposto a mandar o governador tomar no cu se ele aparecesse|.

Passa um tempo mínimo e é minha vez de passar o rádio:

- Tem alguém aqui que quer entrar.
- Hã? Como assim? Que parte do ninguém entra vc não entendeu?
- Peraí, vc disse que Deus não podia entrar não foi?
- Foi...
- Eu entendí, mas Jesus pode?
- Como é menino?
- Jesus, Jesus pode entrar?
- Que Jesus menino?
- Sângalo.
- Jesus ta aí?
- Positivo |agora me enchedo do poder policialmilitaresco que só um rádio no ouvido pode dar|.
- Pera que eu tô indo.

3,5 segundos depois, como saindo de um clipe de Michael Jackson, ouço os berros:

- Manda chamar o motorista do caminhão, a gente vai ter que re-arrumar esse estacionamento. Esse ônibus ainda chega pro lado aqui ó, se a ambulância não passa aqui tem que trocar esse motorista.
- JESUUUUS. Como vc tá meu filho? |deus a uma altura dessas, já passando por cima de mim e abrindo a escora do portão com as próprias mãos|
- Que desculpa que nada é um prazer vc por aqui e blá blá blá |já com um sorriso em riste aproveitando a deixa|.

Foi um pé de pica botar a cherookee do homem pra dentro, mas era Jesus fazer o que.

Essa foi uma das minhas primeiras lições em produção de evento:
Aqui na Bahia Jesus é maior do que Deus.

Sem mais, subscrevo.

2 comentários:

Dani disse...

Aposto que ele não tinha ingresso rsrs nem precisa, é irmão de Ivetinha, que manda mais na Bahia do que ACM um dia, sonhou mandar rsrs
abraço

Ric Dexter disse...

Esse Jesus é grande pacas, véi. Grande e pesado... Acho que é maior do que Deus mesmo! hahaha!

Abç.