segunda-feira, 3 de maio de 2010

A Fantasia

Não. ninguém aqui tá fantasiado de nada. Isso não é um post sexual onde eu estou fantasiado de bombeiro com a mangueira na mão.

A fantasia em questão é outra.

Ontem eu tinha 2 opções pra fazer meu sobrinho feliz. Ou levava ele pro Barradão pra ver o vitória ser campeão de novo, ou levava o pequeno varão do clã dos Araújo para a Parada Disney.

Optei (optaram por mim na verdade) pela parada.

Devidamente informado da decisão pois, o sacaninha começou pontualmente as 5:00 h da manhã a entoar a ladainha " - umbora meu dindo ver a parada Disney" .

Em calculos rápidos, se saimos 8:00 h e ficamos no final do percurso, há 15min do início (10:30 h) do desfile: Entre 5:00 h e 10:45 h, devo ter ouvido por volta de 427 vezes a singela frase.

Salvador é uma cidade muito carente de eventos sem trio elétrico.
Foi assim com a corrida Renault no comércio, onde os organizadores previram 70.000 pessoas e deu 1.000.000.
Foi assim com a Stock Sar.
Foi assim com a Parada Disney.

Milhares de pessoas superlotaram tudo por onde passou, ou por onde se passava, pra chegar ao local do desfile.
Cheguei no estacionamento do centro de conveções 9:00 e já estacionei no último lance. Logo eu, que acreditava ser o tal estacionamento, uma espécie de portal polidimensional, onde os carros entram e são transportados pra uma galáxia distante, haja visto que nunca enche. Nem se for a formatura de todos os cursos da UFBA ao mesmo tempo aquilo enche. Ou enchia até ontem.

Pra sair levamos 1:30 parados na porta do centro. Provavelmenete avisaram que o portal logo fecharia e quem não saísse de lá, poderia ter que esperar o próximo eclipse total do sol pra reaver seu veículo.

Salvador, como eu falei, é carente de eventos sem trio. Não que se tivesse trio daria menos gente, mas eu por exemplo não iría e acho que boa parte das pessoas que estavam alí também não. Foi uma festa infantil mesmo. Com distribuições de chapéuzinhos e tudo mais. Uma puta de uma produção e um clima bem legal.

Tudo ótimo se não fossem dois problemas.
Um Salvador não tá preparado pra nenhum tipo de evento grande;
Dois Cruela assustou meu sobrinho.

O primeiro problema é notório, qualquer festa grande por aqui, tende a virar dor de cabeça. Não se consegue chegar, não se consegue sair.
Pra fazer um, ou outro, tem que se optar por chegar estupidamente cedo, ficar até parte do povo sair, ou os dois, podendo ainda se fuder pra chegar em casa.
Pior, o empreendedorismo do povo soteropolitano falohou e não se encontrava bar por perto. Um absurdo sem tamanho. Esperar parado tudo bem, mas sem cerveja em pleno domingo é inadmissível. Onde vamos parar desse jeito?

O segundo problema, foi o mote desse post todo o resto foi enrolação (sorry). Meu sobrinho, que estava há coisa de 30 minutos massageando meus ombros com seus 40 e tantos quilos, de repente pediu pra descer correndo.
Desce dindo, desce e eu alheio ao motivo desesperado, até que ví a ala dos bruxos.
Sobre uma espécie de pula pula os bruxos tão bem maquiados e vestidos pareciam voar protegendo o carro de Cruela.
Pra fazer o pequeno assustado voltar assistir o desfile, tive que apontar o rosto dele pra rua e provar que o Buzz Lightyear estava vindo logo atrás, ou foi o ursinho pool? Não me lembro.


Se o mal não assusta, o bem não causa encantamento.
É uma condição natural da fantasia e isso tornou a coisa toda um ta
nto maior.
Dá uma impressão boa.
Uma impressão de que o mundo ainda não tá todo fudido.


Existem crianças que acreditam mesmo em fadas e em bruxas, assim como eu acredito num patrão que me pague o que eu mereça. É bom saber que a fantasia ainda existe e que minha filha não está vindo prum mundo onde todo tipo de referência fantástica infantil gira em torno do nx zero.

Enfim, foi cansativo, mas valeu a pena.

Sem mais, subscrevo.

4 comentários:

LiLa disse...

Levei meu sobrinho p/ assistir, e apesar do cansaço, nada paga a felicidade dele em ter visto simplesmente o Mickey Mouse

disse...

poxaaaaa
queria ter ido, mas desanimei qnd pensei no engarrafamento...
e todo mundo q foi disse q foi lindo!
:)

Dani disse...

Tenho certeza que o Barradão seria mais divertido... mas vale tudo para agradar à criançada.

beijo rouge

Dani

lilaemarcelo disse...

Foi verdade que o Mickey desmaiou?! Vi no twitter e me acabei de rir!