domingo, 5 de abril de 2009

Do horror a esperança

Eu achava Régis Rösing um repórter esportivo chato. Só isso.
Hoje, enquanto assisita nada na televisão. Uma chamada me chamou a atenção.
Era uma matéria sobre como o futebol uniu as etinias Tutsi e Hutu em Ruanda depois do masacre de 1 milhão de pessoas em 100 dias.
O nome da reportagem era alguma coisa como "do horror a esperança". Perfeita.
Tentei achar um link, mas não encontrei. Uma pena. Gostaria que Rösing ganhasse o respeito de vcs como ganhou o meu.
Como não consegui o link, vou sugerir Hotel Ruanda. "O filme é uma co-produção da Itália, Reino Unido e África do Sul, e relata a história real de Paul Rusesabagina, que foi capaz de salvar a vida de 1268 pessoas durante o genocídio de Ruanda em 1994. Logo depois das primeiras exibições, sua história foi imediatamente comparada com a de Oskar Schindler." (extraído do Wickpedia).
Um filme muito bom e que todo mundo deveria assistir, pra ver quanta merda o ser humano é capaz de fazer por um motivo idiota.

5 comentários:

lilaemarcelo disse...

Nós vimos a reportagem tb, pelo menos o final, que ele acabou jogando bola com os meninos, aliás, lindas crianças, com olhar de esperança, apesar de tudo! Eu gostei do final, mas pelo que vc disse, toda ela deve ter sido boa!

Samy Vallo disse...

A matéria foi bárbara!!!Juro que fiquei segurando a lágrima ali no cantinho do olho....
Mto tocante...

_ disse...

Não vi a reportagem...vim pra dizer que adoro esse filme!
Muito duca!
:)

Paulo Bono disse...

gosto reporter, a matéria foi bacana. e o filme é do caralho. emociona.

abraço

O Cara da Locadora disse...

Vim parar aqui pq o link do poster do seu post é do meu blog, rs... Mas achei interessante o que você escreveu e pretendo acompnhar... Esse filme é realmente muito bom, muito bem feito, e coloca o Don Cheadle num patamar (pessoal, rs) acima de meros atores mortais, rs... Abraços...