quarta-feira, 29 de julho de 2009

O exame

As aventuras de Cabeça. História de hoje:

O exame.

Sabe aquelas horas em que palavras não descrevem a ação? Aquela história de uma imagem vale mais que mil palavras e tal?

Em cima. O que eu vou narrar agora é algo que eu faria de qualquer forma e que teria um efeito médio, mas que com o advento da tecnologia e posterior dos celulares com câmera, eis que temos um relato jornalístico da primeira nano baliza da história. Em vermelho quilo que por ventura vcs não consigam, embora eu duvide, ouvir no vídeo. Coloquei também o tempo em que acontece cada relato caso vcs queiram ver de novo (eu quis).

Pois bem, eu como marido preocupado que sou, fui acompanhar cabeça, no seu exame de rua, para obtenção da autorização pra matar tão sonhada carteira de motorista.

Habilidosa como toda boa motorista, lá se foi cabeça.

Posicionou o carro na posição devidamente ensinada pelo instrutor: |Pausa |– Pra quem ainda não tirou carteira (carta pro pessoal do sul), ou fez baliza sem cone é preciso explicar. O instrutores de alta escola, ensinam uma técnica pra baliza que consiste, mais ou menos, em: Posicionar o carro ao lado da baliza, enrolar 2 vezes o volante, engatar a ré e já em movimento contar 2 cones, parar, acertar o carro, andar mais um cone, virar o volante novamente e acertar o carro de novo. Ou seja, se alguma coisa sair do plano fudeu total - | fecha Pausa | Cabeça engrenou a ré e foi.

0:38 - Ela moveu o carro até onde seria o ponto de partida, mas como o terreno era meio inclinado o carro voltou ½ metro. Preocupação modo on totalmente ativada – Tá muito em cima.

0:45 - O carro desce mais uns 30 cm.

0:51 - Cálculo rápido: Se eles deixam ½ metro de folga pra passar na baliza e a essa altura o carro já tinha descido uns 80 cm não ia dar. Era fácil. - Jesus Cristo.

0:54 - Segue ela, alheia aos 80 cm. Começa a enrolar o volante. Tensão total em toda a platéia que vê, por um milagre de Deus, (São Jorge segundo o examinador) ela passar muito, muito, muito, muito perto, nada mais nada menos, que 1 suspiro do cone. - Puta que pariu (talvez isso vcs não ouçam porque todos os presentes em uníssono fizeram aquele Uuuufa, muito mais audível).

- Se eu não tivesse filmando ninguém taria acreditando (não se perguntem porque eu falei “taria acreditando”, acho que no nervosismo faz a gente falar igual a Bahuan, sei lá)

- Se eu não tivesse filmando ninguém ia acreditar (tentando automaticamente me regenerar da frase infame ha pouco dita)

1:08 - Ainda não estávamos livres, era preciso sair do labirinto que agora se tornava a tal baliza. - Siiiu, segura o carro. Que nesse momento insistia em continuar descendo, acho que era a tal lei da gravidade.

1:13 – Silêncio entre os presentes. O examinador vai ao carro. Na hora eu pensei: 1 – Ele vai mandar fazer de novo. 2 – Ele vai reprovar, vai usar a prerrogativa da tentativa de assassinato que pune quase como o assassinato, afinal ela só não matou o cone porque não conseguiu. Mais tarde soube que foi um – Dona Juliana, foi um milagre. Foi por um milímetro.

1:19 e 1:21 – Pra mim ia bater, - foi um cabelo(isso não fui eu, foram transeuntes estupefatos tecendo seus próprios comentários)

1:42 – Isso, vendo lá no fundo uma luz. Seria possível.

1:46 – Vc vai sair ainda assim é sua louca? Vendo agora a luz se apagar. Afinal geralmente as coisas que são difíceis de entrar também são de sair (não, eu não pensei em nenhuma putaria específica) e ela insistia em ir pra frente e pra trás sem desfazer o jogo do volante.

1:57 – Acerta, isso. Parece que vai.

2:08 – Vai embora. Tensão fodamente alta detectada.

Menino... Foi (e foi mesmo sério).

Cabeça ainda iria pro teste de rua, mas nesse eu tava tranqüilo. Tinha certeza que ia passar. Não deu outra e assim: Senhoras e senhores Cabeça agora é uma mulher habilitada (mais uma).

Portanto, vcs motoristas de qualquer sexo, tamanho (de carro), idade, cor, credo e temperamento:

Quando virem um golzinho cor de chumbo por aí, tentando mudar de faixa: Tenham paciência que ela muda.

Quando virem um golzinho cor de chumbo por aí, na frente de um sinal amarelo: Pare. Porque ela pode parar antes de vc e pimba, bruuum, ou cabruuuuummmm dependendo da sua velocidade;

Quando virem um golzinho cor de chumbo por aí, saindo de alguma rua lateral: Pare porque ela pode sair a qualquer momento. E pimba, bruuum, ou cabruuuuummmm etc.

Agora. Quer uma dica? Vai lá no 0:54 e presta bem atenção no primeiro cone da direita. Olha lá. É incrível mesmo.


Sem mais, subscrevo.

11 comentários:

Dani disse...

Resumo do exame: Ela pilota hehehhehe
um cabelo foi a melhor parte
e verdade, se não tivesse sido filmado, eu não iria acreditar.
Mas vou ter cuidado com o golzinho cor de chumbo pelas ruas rsrsrsrs

Jorge Martins disse...

velho, eu tô tenso até agora.

Schebeu disse...

Uma cabelo n... foi um micro silisco!

Juliana Rocha disse...

O q importa é q eu PASSEI!!!!! UHUHUHUUUUUUUUUUU

disse...

rpz, com essa noção de espaço ju vai arrebentar no trânsito!!!

será q ela tinha certeza q nao ia bater ou ela pensou 'vamos ver no q vai dar esta merda' ????

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ric Dexter disse...

CAra, o cone não quis processar a Ju, não? hehehe!

Cris disse...

kkkkkkkkkkk! Adorei. Ju agora é habilitada, postes de silicone para todos os homens... é claro!

Diu Mota disse...

O cone ganhou um por fora...rsr..nada! foi no ponto!

marceleelilia disse...

Cabeça botou pra fuder!!!

Dani (ela) disse...

que comédia!

quem leu e viu o post todo ficou neLvoso também.

massa!

tia biana disse...

NOSSA JU PARABÉN JÁ É O MEU 3º, EXAME ENÃO ENCONTRI ESSE CONE AI Q FALAM,RSRSS ! MAS NÃO DESISTI ESTOU ME PREPARANDO PRA FAZER DE NOVO.FIQUEI ANSIOSA SÓ DE LER MAS ME INSPIROU MUITO.PARABÉNS.