quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Campanha Deixe a professora enfiada.

Alexandre Lyrio | Redação CORREIO

A professora de educação infantil e alfabetização J. C., 28 anos, não tinha como calcular que cada passo de dança que deu naquela noite de junho, na casa de shows Malagueta, no Corsário, daria um resultado negativo em sua vida. Ela não imaginou que, ao subir ao palco para participar de uma coreografia em que o vocalista de uma banda de pagode puxa a sua calcinha, seria penalizada com tanto rigor.

PARTICIPE DA ENQUETE:
Você concorda com a demissão da professora que dançou 'Todo Enfiado'?

PARTICIPE DO FÓRUM:
A professora que dançou 'Todo Enfiado' deveria mesmo ser demitida?

Dá pra acreditar que isso foi matéria de capa no Correio da Bahia

Eu de cá, como sempre, faço minha parte e inicío a campanha:

Deixa a professora enfiada gente.



Sei não, mas acho que ela tem aptidão suficiente pra não ficar desempregada.

5 comentários:

Anna Emíllia Meira Soares disse...

Amigo... Isso é sério??? :O

Schebeu disse...

será q a música baiana ainda tem p onde "evoluir"?

Juliana Rocha disse...

Tou chocada!!!!!!!!!!!

Ric Dexter disse...

Caaara! Essa professora vacilou, mermão!
Imagina o que os aluninhos num tão falando...

Abraço.

lilaemarcelo disse...

Caro amigo Pablo, não tinha falado antes nada, porque este ser humano foi tão fora de qualquer classificação, que não tinha nem o que falar. Acho que ela deveria ser demitida do gênero mulher!Por isso sempre digo a Marcelo: nunca, never, ever, eu usarei qualquer peça de tecido que tenha alusão a bicho(onça, zebra, jaguatirica, tigre). É o cúmulo do mal gosto!