domingo, 9 de agosto de 2009

Tenho que se rápido

São 1:30 portanto, domingo.

Daqui a pouco, com certeza, seres malignos me conclamarão a beber, apesar da minha vontade.
Sei como vai se dar tal dia, apesar da minha vontade.

Lá por volta do meio dia, o telefone vai tocar, e do outro lado soará uma voz rouca (por certo causada por agressão etílica ao trato faríngeo).
- E aí Jóvem? (não quero com isso dar dicas).
- Diga jóvem
- Vamo beber ? |abre pausa|
Esse vamos beber, não deve ser entendido como um convite ao qual se possa negar, ou mesmo dimensionar os riscos envolvidos em seu aceite. Isso na verdade é uma prisão, uma ordem emitida por um controlador malígno, que começou a nos comandar, quando da primeira vez que resolvemos ceder e sair com ele, acompanhado de alguns amigos pervertidos, para lugares escusos, que não aceitam muito bem o fato de que os fins de semana acabam.|fecha pausa|
- Não tô muito afim, tô trabalhando, furou o pneu, ou coisa que o valha.
- Tudo bem, tô indo praí. (o que ratifica o dito na pausa acima).

Cerveja 1 a 10:
E a semana?; tô trabalhando pra caralho; seu post tal foi foda; hahahahah; putaria; o peito dela é rosa; meu pau é maior; acarajé; 4 anãs dançando nuas num tatame de geléia de mocotó; mais putaria...

Cerveja 11 a 20 + Tequila 1 a 5:
Sarney é um filho da puta; o congresso todo; não acredito muito em político; o papa tb é um viadinho; a igreja católica toda é preconceituosa; isso é histórico; políticamente tb é assim.

Cerveja 21 a infinito + Tequila 6 ao final do litro + algumas doses de bebidas multi coloridas, multi sabrosas e multi destruidoras:
Sexo é uma coisa muito difícil, por que envolve variáveis de cunho familiar, cultural e até de índole; não pretendo mais dar meu apoio a nehum tipo de dominação político-social; a história mostra que nenhuma grande nação se perpetua; isso acontece porque é uma doença auto-imune e como tal, precisa ser tratado com imuno-supressores que na verdade são antiinflamtórios específicos; o plural aí não se aplica porque essa palavra é invariável; isso é uma questão de semântica; o tema é a influência das partículas de carbono em nano tubos de Boro; o teaser nesse caso decididamente não é a melhor opção; Michael Jackson, Beattles e Luiz Caldas tem sim tudo a ver.

Não entendeu?
Nem a gente.
Acontece.

É sempre assim, a conversa começa frívola, despretensiosa e acaba entortativa.
No último domingo, Marcele e Lília já falaram, acabamos discutindo sobre a importância de MJ ou os Beatles. E minha versão é a de que:

MJ foi mais importante pra música pop mundial do que os beatles, bem como estamos no meio de um processo de valorização swinguística tal que vai colocar Luiz Caldas, um dia, como um dos personagens mais importantes da música mundial.
As odiadoras de Yoko Ono (sim isso inclui Jorginho) saltaram, como possuídas por uma entidade semelhante a Padilha, contra mim no limite do que cabe num embate entre pessoa elegantes e inteligentes. Ou seja, me mandaram tomar no cu.

Essa, como tantas outras contendas acabaram sufocadas por outra e por outras, mas deixou raízes. Raízes que não sei porque, acho que em algum momento voltarão.

Deixemos ao tempo

Portanto meus caros, agora nos cabe dormir pra mais tarde rendermos mais posts

Sem mais, subscrevo.

5 comentários:

Juliana Rocha disse...

EBAAAAAAAAAAA RESISTIMOSSSSSSSSSSS!!! Ficamos em casa esse domingo!!! Pelo menos NÓS DOIS!!!! kkkkkkkkkkkkkk

Schebeu disse...

Porra.. mó saudade de n entender nada aos domingos... saudade de tu, preto, de juba, das irmãs cachaceiras, de jovem...
Eu voltarei!!

Dani disse...

Agora vou ficar curiosa pra saber das conversas entre a chachaça desse domingo =D
Abraço

disse...

rai ai!!! quero so ver qnd vai ser o proximo domingo viu?!

Jorge Martins disse...

vai ter post resposta, seu malditinho.