segunda-feira, 19 de julho de 2010

Crianças e cachorros

Eu sempre tive cachorros.
Geralmente cadelas (isso não é um trocadilho idiota ok?)
Minha primeira foi uma pastor alemão ou pastora alemão, ou pastora alemã sei lá. Chamada Sherne. Foi uma homenagem de meu tio a uma plataforma da petrobrás. ???.

De lá pra cá, tivemos shakiras e babys, hoje temos kiko, kika, dóris, kate e alguns agregados. O mais novo é um labrador sem nome ainda e o penúltimo é um dos motivos do post.

Minha mãe entrega o cachorrinho bebê ao meu sobrinho e diz:
- João, seu presente. Um cachorrinho vc gostou?
Ele respondeu alguma coisa desconexa que queria dizer sim.
- Como é que vc vai chamar ele?
- Calçolão.
Sem pestanejar, parecia que ele tinha esse nome na cabeça desde que nasceu esperando só a oportunidade de colocar em alguma coisa.
- Como?
- Calçolão.
- E isso é nome de cachorro menino?
- É
O carinha tem 4 anos. Pra ele a coisa mais simples do mundo é colocar nomes. Sabendo disso, minha mãe pediu, na verdade implorou pra que ele colocasse outro nome no cachorro, o que ele fez de bate pronto. Ted, mas era tarde de mais. A maioria da casa toda já chama ele de calçolão.

Há pouco tempo, fomos levar kiko, um poodle com problemas respiratórios, para o hospital. Estávamos na sala de espera, quando entra uma cachorrinha, também poodle, toda enfeitada. Lacinhos combinando com a coleira, tosa em dia toda fru fru.
Ao menor descuido da dona, a cachorra tenta comer uma revista que estava ao lado e a autoridade de quem puxava a coleira precisou se manifestar:
- Tobias, pare com isso.
- Hã? Como é o nome? Isso não é cadela não? A platéia gritou.

- Calma, eu explico. Gritou a dondoca.
- É cadela sim. O nome dela é Sheila. O problema é que os meninos lá de casa só chamam ela de Tobias, aí tem hora que ela só responde por Tobias.

Gargalhada geral passada. Todo mundo entendeu que criança é foda. Daí eu fico imaginando quanta gente tem esse tipo de história por aí. Já pensou um blog: "Os nomes que as crianças dão"
Talvez quando Cecília nascer eu faça.

Com certeza vai ser melhor e mais visitado que esse.

Sem mais, subscrevo.

3 comentários:

Juliana Rocha disse...

Se Cecilia puxar a mãe e sua criatividade c nomes, o novo blog vai ter mais posts do q vc tem capacidade e tempo de escrever. hahaha

Krika disse...

Massa esse texto, fiquei aqui imaginado ao ler vc contando, com caras e bocas. Lembranças a todosssssssssssssse e a Cecília é claro, lindaaa!

Milinha disse...

Oie...

Cara, minha casa sempre foi cheia de cachorros, gatos e etc... Desde pequena, mamita me incentivava a dar nomes, NOMES, á bicharada, então, não tive a expriência de nomes estravagantes (a palavra era outra, mas to boiinha hoje).
Mas ainda não realizei o sonho de ter um Walter. Meu próximo dog vai se chamar Walter, e pronto.

Bjokas em todas as meninas e dogs.