quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

O dia em que a terra parou

Filmes são fascinantes.
As vezes a gente assiste com desdém e o filme é foda, outras vc espera tudo e o filme é fraco.

Foi assim pra mim assistir "o dia em que a terra parou". Apesar da musiquinha de Raul seixas ficar na minha cabeça, eu estava esperando muito do filme. Keaue Reeves, Jeniffer Connelly, refilmagem de um filme dos anos 50 e tal.

Não gostei. Achei muito bem feito, tanto quanto sentimentalóide e fraco de roteiro.

Lí uma crítica fantástica no site do estadão escrita por Carlos Orsi e concordo muito com ele, só aviso aos navegantes que diz muito sobre o filme, praticamente conta o final.

Odeio filmes que se empenham em passar mensagens, ou tirar reações específicas da platéia. Não assisto filme de terror, porque se empenham tanto em assustar, que se perdem no meio, como o Grito por exemplo.

Esse filme é assim, se empenha tanto em passar a mensagem de salvar o planeta, que se perde no como e no porque salvar. Meu conselho: Deixem passar na Tela Quente.

Um comentário:

Juliana Rocha disse...

MArido, vc agora virou critico de cinema??????????????????
hahaha
Bjocas e saudades ja